Responsável em aproximar líderes comunitários da concessionária Águas de Manaus, o programa Afluentes comemora resultados expressivos. Com pouco mais de três meses de atividades, o projeto ampliou em quase 200% a adesão de representantes das comunidades.

O Afluentes dividiu a capital amazonense em quatros áreas. Para cada uma delas, foi criado um grupo de WhatsApp, instituindo um canal direto entre colaboradores da empresa e os líderes comunitários para solicitação de serviços como conserto de vazamentos, manutenção de rede de esgoto, ligações e expansão das redes de abastecimento. Com as solicitações dos moradores chegando mais rápido ao conhecimento da Águas de Manaus, o tempo de espera para solucionar as demandas diminuiu consideravelmente. Hoje, 80% dos pedidos são atendidos em menos de 24 horas pelas equipes de campo da concessionária. O Afluentes registra, em média, 50 demandas diárias.

Em sua primeira reunião, em agosto, cerca de 100 líderes comunitários aderiram ao Afluentes. No encontro mais recente, ocorrido no começo do mês de dezembro, no auditório da concessionária, o projeto alcançou a marca de 280 representantes de comunidades cadastradas, ultrapassando a meta inicial do programa, que era de 200 registros até o final do ano. Ainda nesta reunião realizada na Ponta do Ismael, as lideranças conheceram a nova identidade visual da empresa, que passou a se chamar Águas de Manaus. Os líderes também tiveram a oportunidade de apresentar suas solicitações diretamente ao diretor-presidente da empresa, Renato Medicis. “Fazer obra não é algo complicado. Nosso maior desafio é cuidar das pessoas. Vocês, líderes, são os olhos e ouvidos das suas comunidades e tem uma importância tremenda para nosso trabalho. Vocês são nossos afluentes, como diz o nome do programa. Queremos seguir juntos nessa parceria para transformar nossa cidade”, destacou o diretor-presidente da Águas de Manaus.

O trabalho do Afluentes tem sido bem recebido pela comunidade e as ações consideradas positivas pelos líderes e presidentes de associações de moradores. Para Elenilson Silva, do bairro Gilberto Mestrinho, a mudança foi significativa. “Hoje as lideranças comunitárias têm voz e vez dentro da empresa e isso é muito importante. Jamais tivemos esse contato direto. Hoje, estamos sendo ouvidos e nossas solicitações atendidas”, revelou Elenilson.

 O líder comunitário do Jorge Teixeira, Edivan Alves, agradeceu a parceria com a concessionária e disse que o Afluentes melhorou bastante o abastecimento na zona Leste. ”Atualmente existe uma inclusão dos moradores e uma linha direta na comunicação das demandas dos bairros com a execução dos serviços”, disse. 

Liderança do bairro João Paulo II, na zona Leste, Adriano Félix, destacou a agilidade no atendimento por parte da concessionária. “Somos privilegiados por ter essa parceria com a Águas de Manaus. Se eu ligar ou mandar uma mensagem no grupo pela manhã, o problema geralmente é resolvido em poucas horas. Isso demorava semanas e até meses antes. Perdi a conta de quantos ofícios entreguei por aí para resolver coisas simples. Agora, tudo mudou. Temos um atendimento e um serviço de excelência”, declarou.

Para Ana Maria dos Santos, líder da comunidade da Vila Mamão, na zona Sul, a forma com que a concessionária trata as solicitações dos moradores é o grande diferencial. “Desde que a nova gestão assumiu, estamos sendo tratados de maneira bem diferente. Nós, como líderes comunitários, sempre precisamos desse apoio que hoje temos da empresa. Hoje, a nossa comunidade tem a certeza de que a Águas de Manaus é uma empresa parceira”, disse Ana.

         Além de atendimento personalizado e prioritário às lideranças comunitárias, realizado pela equipe de Responsabilidade Social da Águas de Manaus, as ações do programa incluem: visitas às associações de moradores; rodas de conversas; palestras nos bairros; e encontros com representantes da companhia. Os líderes são convidados para participar de eventos importantes para a comunidade às quais representam, como lançamentos e inaugurações de obras.

A Águas de Manaus é uma empresa do grupo Aegea, que é a maior companhia privada do setor de saneamento do Brasil. Desde o dia 15 de junho, a Aegea comanda a concessão da capital amazonense. Além de Manaus, a Aegea opera em 49 municípios nos estados de Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Mato Grosso, São Paulo, Pará, Santa Catarina, Rondônia, Maranhão, Espírito Santo e Piauí, atendendo mais de 7,6 milhões de pessoas.