Esgotamento Sanitário

O sistema de esgotamento sanitário operado atualmente pela Águas de Manaus possui uma extensão superior a 500 quilômetros de redes coletoras associadas a 60 estações de tratamento de esgoto e 51 elevatórias, subdividindo-se em dois sistemas.

O primeiro que abrange o centro da cidade e partes dos bairros Educandos, Morro da Liberdade, Santa Luzia e adjacências, que é chamado de sistema integrado, e o segundo formado por vários sistemas isolados dispostos ao longo de toda a cidade, como é o caso de vários conjuntos habitacionais, residenciais que possuem o serviço operado pela concessionária.

Em julho de 2018, a concessionaria inaugurou a Estação de Coleta e Tratamento de Esgoto da Timbiras (ETE/Timbiras), beneficiando diretamente os moradores das etapas 1 e 2 da Cidade Nova e adjacências, zona Norte. No local foram realizados serviços de extensão e substituição da rede coletora de esgoto; construção e ampliação de estação elevatória de esgoto e linha de bombeamento; construção e ampliação de estações de tratamento de esgoto.

A Águas de Manaus possui uma área dedicada a conscientizar, sensibilizar e orientar a população sobre como desenvolver novos hábitos de consumo da água, assim como estimular a percepção da importância da água tratada e do esgotamento sanitário para a saúde pública e melhoria da qualidade de vida.

A empresa tem debatido com parceiros, o uso correto do consumo da água e a importância do esgotamento sanitário para a saúde pública. O debate amplo envolve líderes comunitários e religiosos, instituições estaduais e municipais, gestores de escolas e professores. Essa dinâmica tem sido reforçada, junto às comunidades, por meio dos programas socioambientais executados pela empresa.