Notícias

Ver notícia

 

 

Dois mutirões para cadastro na Tarifa Manauara, benefício que garante 50% de desconto nas faturas de água e esgoto, devem ser realizados nos meses de novembro e dezembro. Nesta sexta-feira, 5/11, o comitê criado para aceleração do Programa Tarifa Manauara se reuniu e um termo de cooperação técnica foi assinado. O grupo é composto pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Unidade Gestora de Projetos Municipais de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário (UGPM-Água), e pela empresa Águas de Manaus.

 

A Tarifa Manauara foi lançada no fim de outubro pelo prefeito David Almeida. Todos os cadastrados no programa pagam apenas 50% das faturas e podem consumir até 15 mil litros de água tratada por mês. Para ter acesso ao benefício, a pessoa precisa apenas estar inscrita no Cadastro Único (CadÚnico), do governo federal, ou em programas sociais como o Bolsa Família e solicitar a tarifa junto à concessionária Águas de Manaus. Os cadastrados junto à Semasc também estão sendo incluídos na Tarifa Manauara.

Conforme determinação do prefeito David Almeida, os mutirões serão realizados em parceria com a Prefeitura de Manaus, para intensificar o número de cadastrados e tirar as dúvidas da população quanto ao serviço. A previsão é que um mutirão aconteça na segunda quinzena de novembro e o segundo, no mês de dezembro.

O objetivo do programa Tarifa Manauara é chegar a 100 mil famílias cadastradas até o fim do ano, beneficiando aproximadamente 500 mil pessoas. Com isso, Manaus se tornará a capital do país com maior número de beneficiários na tarifa social de água per capita.

Para a titular da Secretaria da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Jane Mara Moraes, a Tarifa Manauara chega em um momento necessário para as famílias mais vulneráveis da cidade. “Muitas famílias na nossa cidade tiveram o orçamento impactado pela pandemia. Com a Tarifa Manauara, estamos garantindo que todas as pessoas em situação de vulnerabilidade recebam um desconto em suas faturas de água. E isso já vai ser uma grande ajuda para essas famílias”, disse Jane. Nos mutirões, a Semasc também pretende atuar com a atualização do CadÚnico.

A Ageman será responsável pela fiscalização da concessão do benefício e acompanhamento da inclusão das famílias no sistema da tarifa social, além da fiscalização do fornecimento da água tratada. Para o diretor-presidente da Agência, Fábio Alho, a iniciativa é um avanço efetivo no acesso ao saneamento básico, sobretudo em um momento em que muitas famílias foram impactadas com os efeitos econômicos da pandemia.

“Vamos continuar acompanhando todas as fases dessa importante iniciativa do prefeito David Almeida. A Ageman já vinha monitorando esse cadastro das famílias no benefício e estará somando esforços para assegurar que essa medida seja cumprida com celeridade pela concessionária”, afirmou Fábio.

 

Atendimento

O diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada, disponibilizou espaços da empresa para que os mutirões da Tarifa Manauara sejam realizados. Para ele, a população de Manaus só tem a ganhar com o programa. “A água tratada é um direito de todos e a Tarifa Manauara chega para promover justiça social. Desde que passamos a atuar na cidade, desenvolvemos um trabalho voltado para as pessoas que moram em áreas vulneráveis. Agora, juntamente com a prefeitura, queremos transformar Manaus em referência nesse quesito”, pontuou.

 

Benefício

Quem deseja solicitar a Tarifa Manauara deve procurar os canais oficiais de atendimento da Águas de Manaus, que funcionam 24 horas por dia. O cliente pode entrar em contato pelo WhatsApp, 98264-0464; SAC – 0800-092-0195; serviço on-line, www.aguasdemanaus.com.br; ou pelo aplicativo Águas APP, gratuito para qualquer smartphone.

A pessoa que deseja receber a Tarifa Social Manauara precisa apenas estar inscrita no Cadastro Único (Cad Único), do governo federal, ou em programas sociais como o Bolsa Família. Além disso, deve cumprir os seguintes requisitos: ser cliente residencial, ser o titular da ligação de água (proprietário ou inquilino), possuir uma ligação hidrometrada, sem violação, ou fraude, estar em dia com a concessionária. São necessários documentos como o Número de Inscrição Social (NIS) do Programa Bolsa Família, documentos que comprovem a titularidade da ligação de água, RG e CPF. Após a solicitação, as equipes da empresa realizam análise dos dados para a liberação do benefício.

Compartilhar:

Veja Também

Página Inicial Saiba mais
Página Inicial

 

Documentos Saiba mais
Documentos

Aqui você encontra relatórios, arquivos e documentos de interesse público da Águas de Manaus.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS Saiba mais
POLÍTICA DE PRIVACIDADE E PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS

A Aegea busca garantir o mais alto nível de transparência e ética em suas atividades, e o seu compromisso também se estende ao tratamento...

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.