Arquivo de setembro 20America/Sao_Paulo 2018

Águas de Manaus amplia abastecimento de água potável no Roadway para receber cruzeiros

Postado por Aegea Manaus em 20/set/2018 - Sem Comentários

A Águas de Manaus ampliou a capacidade de abastecimento das embarcações que passam pelo Porto de Manaus, o Roadway. A partir deste domingo (23), tripulantes e passageiros terão um serviço mais rápido com a interligação das plataformas de distribuição, que vão operar de forma simultânea levando água tratada até os navios, como os transatlânticos que começam a chegar para a temporada de cruzeiros, em novembro, e que chegam a consumir 80 mil litros de água, cada.

O sistema funciona a partir de uma plataforma fixa na rua e interligada ao porto numa extensão de 70 metros. Anteriormente essa ligação era feita por uma mangueira, tipo a utilizada pelo Corpo de Bombeiros, e agora por uma tubulação maior com mais capacidade (36 mil litros por segundos) de pressão e volume de água, que ficará submersa.

“Usávamos uma mangueira de bombeiro para abastecer as embarcações que chegavam na plataforma das Torres. A interligação entre elas é um avanço para o turismo do Estado, principalmente durante a Temporada de Cruzeiros quando recebemos transatlânticos vindo de vários lugares mundo”, explicou responsável pela segurança do Porto, Valmir Oliveira.

Para o presidente da Águas de Manaus, Renato Medicis, todos os cuidados foram tomados para a execução das obras devido ao valor do patrimônio histórico do Porto de Manaus. Segundo ele, as plataformas existentes são seculares e por isso a empresa optou por uma construção inovadora.

“Com a rede submersa iremos manter a harmonia do local, com melhorias significantes, tanto para o abastecimento, quanto para a garantia da qualidade de água servida no Porto de Manaus”, ressaltou Renato Medici.

Temporada de cruzeiros 2018/2019 – De acordo com a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), a próxima temporada de cruzeiros 2018/2019 tem início em novembro e tem 15 navios já confirmados. Ainda conforme a Amazonastur, os navios devem atracar no Porto, trazendo para a capital amazonense, aproximadamente 18 mil turistas de diferentes nacionalidades, a maioria deles dos: Estados Unidos; Inglaterra; Austrália e Canadá.

Conjuntos Ayapuá e Xingu ganham Parque Ambiental

Postado por Aegea Manaus em 10/set/2018 - Sem Comentários

A Águas de Manaus e a Prefeitura de Manaus entregam, nesta segunda feira, o Parque da Juventude do conjunto Rio Xingu, na Avenida Brasil, na zona Oeste da cidade. A obra foi viabilizada por compensação ambiental firmada entre a empresa e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) e é parte integrante das obras da Estação de Coleta e Tratamento de Esgoto (ETE) com duas elevatórias de bombeamento, dois mil metros de redes coletoras e moderno processo de tratamento com vazão de 86 metros cúbicos por hora com capacidade para tratar aproximadamente 27 litros por segundos (27L/s). A revitalização da área protegida era uma reivindicação dos moradores do conjunto e vai beneficiar os bairros próximos.

A Águas de Manaus investiu mais de R$ 400 mil reais na revitalização do parque com uma academia a céu aberto equipada com aparelhos de ginástica, uma quadra de areia, paisagismo, iluminação de LED e outros benefícios à comunidade, como a construção de guarita, muros e reforma de uma igreja. A proposta é reintegrar a população ao meio ambiente, recuperando áreas verdes antes degradadas, por meio de compensações ambientais.

O parque e a estação estão localizados entre a Rua Cecília Cabral e a Avenida Brasil, na Compensa, numa área de 50.726 metros quadrados, das quais 1.210 metros de área construída. No local houve um reforço de reflorestamento com o plantio de 25 mudas de árvores, das espécies Pau-pretinho e Pata-de-vaca, e 600 ornamentais, entre Iresine e Trapoeiraba.

Para o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, a proteção ambiental “é um belíssimo exemplo de que gestão sustentável não precisa de grandes investimentos. Os Parques da Juventude foram viabilizados por compensações ambientais, ou seja, a iniciativa privada nos paga os valores correspondentes a multas ambientais em ações que recuperam espaços verdes em várias zonas da capital”.

Atualmente, a Águas de Manaus atua em outras frentes de trabalho, na zona Sul da capital com reforma da ETE Educandos e revitalização do sistema do Atílio Andreazza. Outras 15 ETEs de pequeno porte, instaladas pela cidade, também estão sendo reformadas e serão entregues à população no decorrer do segundo semestre deste ano.

Segundo o diretor–presidente da Águas de Manaus, Renato Medicis, o parque vai integrar a população ao meio ambiente e cita a estação de tratamento de esgoto, em fase final de conclusão, na área do parque como exemplo de conscientização e da necessidade da preservação dos recursos naturais.

“A população precisa compreender que a proteção e a preservação do meio ambiente estão integradas ao esgotamento sanitário da cidade. Isso é sinônimo de saúde pública. Por isso todo o nosso esforço para entregar até o final do ano a Estação de Tratamento de Esgoto Ayapuá-Xingu na área do Parque Ambiental e da construção de redes coletoras. O tratamento de esgoto disponível necessita de utilização integral. Isso compreende um esforço coletivo e institucional para promover a consciência da utilização desses serviços”, define o presidente da Águas de Manaus, enfatizando que isso certamente vai garantir melhor qualidade de vida à população.