Conselheiros de regulação dos serviços públicos de Manaus acompanham processos de captação e tratamento da água que abastece a cidade

Postado por Aegea Manaus em 22/jun/2022 - Sem Comentários

A visita contou com a presença dos novos membros do Conselho, que atua como órgão de controle social nas atividades de planejamento, regulação e fiscalização dos serviços públicos delegados

 

Na tarde dessa terça-feira (21), os novos membros do Conselho Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (CMR) conheceram os processos de captação e tratamento da água que abastece 70% da população de Manaus. A visita ocorreu no Complexo Ponta do Ismael (PDI), no bairro Compensa, zona Oeste da cidade, após reunião com representantes da Águas de Manaus.

Esta é a segunda reunião promovida pela concessionária. O objetivo é esclarecer os novos conselheiros sobre o trabalho que vem sendo feito na cidade, os investimentos, resultados e as metas para transformar o saneamento da Manaus nos próximos anos. Para o diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Elson Andrade, que também preside o Conselho, este tipo de relacionamento beneficia a população. “É importante entendermos o processo da empresa tanto para conhecimento e fiscalização, como para entendimento técnico e esclarecimento para a população”, destacou.

Durante a visita, os membros conheceram o tratamento feito com a água do rio Negro, que tem peculiaridades em relação ao restante das águas do País. Após terem absorvido todo conhecimento acerca do assunto, os novos membros agradeceram a oportunidade. “É importante termos a oportunidade de conhecer estes processos até mesmo para podermos tratar as pautas que chegam até nós com mais propriedade. Este tipo de diálogo é muito importante”, ressaltou a advogada e representante da Ordem dos Advogados de Brasil (OAB-Am), Michele Maia Assad.

Ao final da visita, os conselheiros ressaltaram a grandiosidade do trabalho que vem sendo realizado pela concessionária, sobretudo sobre a qualidade da água que chega nas torneiras da população. O representante da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), José Jorge Júnior, destacou ainda a importância em divulgar o trabalho da concessionária para a população. “A partir deste conhecimento, temos agora a missão de divulgar este trabalho para que a população também entenda a seriedade e compromisso que a empresa tem com os moradores da cidade e acabe com ‘lendas urbanas’ acerca da qualidade da água distribuída pela concessionária”, frisou.

Presente durante a reunião e toda visita com os membros do CMR, o diretor-presidente da Águas de Manaus. Thiago Terada, ressaltou que a empresa sempre estará de portas abertas para qualquer órgão público que deseje conhecer e entender os processos da empresa. “Somos uma empresa que faz questão de trabalhar com a transparência e, desta forma, agregar valores à cidade de Manaus. Abrimos nossas portas, falamos abertamente sobre o trabalho que vem sendo feito para contribuir com o desenvolvimento da cidade e apresentamos as metas para os próximos anos com a segurança de que iremos cumpri-las com excelência. Estamos todos empenhados para deixar um legado positivo para a cidade, sobretudo, para as pessoas que vivem aqui”, finalizou o diretor-presidente.

O que é o CMR

O Conselho Municipal de Regulação e Fiscalização dos Serviços Públicos Delegados do município de Manaus é um órgão colegiado da estrutura da Ageman, composto por representantes do poder público e da sociedade civil, de caráter consultivo e deliberativo, instituído pela Lei Municipal nº 2.265, de 11 de dezembro de 2017. O CMR atua como órgão de controle social nas atividades de planejamento, regulação e fiscalização dos serviços públicos delegados a terceiros, na esfera de atuação, competências e atribuições da Ageman.

O conselho é composto por oito membros: dois representantes da sociedade civil, dois representantes do Poder Executivo, um representante dos operadores dos serviços delegados, um representante de usuários dos serviços delegados, um representante do Poder Legislativo e o presidente da Agência Reguladora que também é o presidente do Conselho.

O decreto que trata da nova composição do CMR foi publicado na edição nº 5356 do Diário Oficial do Município de 2 de junho de 2022.

Cmei Onias Bento implanta projeto de captação de água da chuva

Postado por Aegea Manaus em 09/jun/2022 - Sem Comentários

Para combater o desperdício aproveitando a água da chuva, o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Onias Bento, localizado na comunidade Aliança com Deus, no bairro Cidade Nova, zona Norte, implantou nesta quarta-feira, 8/6, o projeto “Captação de Água da Chuva”. A ação da unidade de ensino da Prefeitura de Manaus é desenvolvida em parceria com a empresa “Águas de Manaus” e tem o objetivo de economizar parte da água potável usada na escola e utilizar a água da chuva na irrigação da horta escolar.

O projeto foi idealizado pela gestora da unidade, Simone Malveira, e terá o prazo de um ano para ser implantado totalmente na escola. Segundo ela, a ideia surgiu de um sonho em aproveitar um recurso não utilizado. “Tudo surgiu de um sonho, mas precisava da parte técnica em como criar um sistema hidráulico que aproveitasse a água da chuva para irrigar a horta da escola e a parceria com a Águas de Manaus possibilitou que essa ideia saísse do papel”, explicou Simone.

A parceria com a empresa Águas de Manaus surgiu após o Cmei conquistar o primeiro lugar na premiação nacional “Stopmotion” e participar das oficinas oferecidas pela empresa.

A concessionária executou em 6 meses todo o projeto hidráulico, com instalação de calhas, condução da água, telas de proteção, cisterna subterrânea para armazenar o líquido e utilizá-lo para irrigar a horta. “Todo esse trabalho foi desenvolvido com a gestora da escola. Então levamos o assunto para o setor da área técnica da Águas de Manaus, executamos o projeto em 6 meses e hoje estamos inaugurando o projeto. Isso para nós é uma satisfação muito grande, primeiro que foca o uso racional da água, por mais que tenhamos em abundância, mas precisamos saber economizar e conscientizar as nossas crianças para que não desperdicem, porque poderá faltar”, destacou o gerente de Responsabilidade Social da Águas de Manaus, Semy Ferraz.

A aluna Thayla Uchôa, 5, do 2º período, sabe muito bem da importância em aproveitar a água da chuva. “Eu e meus amigos aprendemos que precisamos cuidar do nosso maior tesouro que é a água e tornar nossa escola um espaço sustentável”, comentou.

Mais 1,2 mil pessoas recebem serviço de elevação da rede de água em áreas impactadas pela cheia do rio Negro, em Manaus

Postado por Aegea Manaus em 26/maio/2022 - Sem Comentários

Obras realizadas pela Águas de Manaus em regiões de vulnerabilidade já elevaram mais de 2.000 mil metros de rede de distribuição, garantindo água tratada para os moradores

 

Em época de cheia, moradores de áreas vulneráveis de Manaus, que vivem em becos, palafitas e rip-raps, sofrem com a subida das águas do rio Negro e famílias inteiras precisam se adaptar a uma nova rotina. Para diminuir os impactos gerados pelo fenômeno natural, a Águas de Manaus trabalha, desde o mês passado, em um pacote preventivo de obras para elevar tubulações que distribuem água tratada. Mais de 1,2 mil pessoas já foram contempladas.

Até o momento, pessoas que moram em regiões propícias ao alagamento como no bairro de Educandos, Cachoeirinha, Glória, Centro e São Jorge, já foram beneficiadas pela ação. Mais de 2.000 metros de tubulações foram trocadas por uma estrutura mais elevada para evitar qualquer tipo de contaminação.

Nas últimas semanas, o mutirão esteve na região do São Jorge. Somente no bairro, mais de 400 metros de rede de água foram elevados ou substituídos, assegurando água de qualidade para cerca de 300 pessoas, entre crianças, adultos e idosos.

“Estamos empenhados em dar assistência a estas famílias. Desde que iniciamos este trabalho já conseguimos garantir que famílias inteiras continuem recebendo água potável. É um trabalho difícil, visto que, em muitos locais o acesso é precário, mas a nossa meta é levar saúde para estas pessoas e não medimos esforços para isso”, destacou o gerente de Serviços, Felipe Poli Romero.

As elevações são provisórias. Após a vazante, a concessionária implantará uma nova estrutura nestas regiões.

Qualidade de vida

A Águas de Manaus mantem um rigoroso controle de qualidade na água que produz. Diariamente são realizados uma média de 800 testes para garantir que a água esteja dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde, ou seja, que a água fornecida pela concessionária possa ser ingerida diretamente da torneira pelos manauaras.

Com a elevação da estrutura das redes de distribuição, a empresa evita o contato das tubulações com a água contaminada do rio e ainda facilita o trabalho de manutenção das equipes que atuam diariamente nas ruas de Manaus.

Além de levar dignidade e água tratada para esta população vulnerável, a Águas de Manaus também incluiu os moradores no programa Tarifa Manauara, que concede desconto de 50% no valor das faturas. Atualmente 90 mil famílias estão inscritas no programa e a meta é chegar aos 100 mil nos próximos meses. “Quando visitamos estas pessoas percebemos que elas necessitam de uma atenção especial. Diante disto, temos a preocupação social. Não é apenas sobre levar água, é sobre dar dignidade a estas pessoas”, frisou o diretor-presidente da concessionária, Thiago Terada.