JOVENS PIONEIROS: Águas de Manaus abre 50 vagas para estudantes da rede pública participarem de capacitação

Postado por Aegea Manaus em 20/jun/2022 - Sem Comentários

CLIQUE AQUI E ACESSE O FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

 

Os participantes irão realizar uma imersão no universo do saneamento básico e desenvolver um projeto que participa de premiação nacional

 

Estudantes de escolas públicas de Manaus já podem se preparar para concorrer a vagas no Projeto “Jovens Pioneiros”, que é promovido pelo grupo Aegea, holding que atua na capital amazonense por meio da concessionária Águas de Manaus. Esta é a quarta edição do programa, que tem como objetivo estimular os estudantes a pensar de forma inovadora e propor soluções inéditas para o saneamento básico em suas comunidades. As inscrições podem ser feitas a partir desta segunda-feira (20).

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 50 vagas para estudantes da rede pública de Manaus que estejam cursando entre o 9º ano, do Ensino Fundamental, e o 3º ano do Ensino Médio. Pensando em contemplar a diversidade de raças presentes na cidade, parte das vagas serão disponibilizadas para filhos ou filhas de indígenas, refugiados e afrodescendentes. A previsão é que as aulas iniciem na primeira semana de agosto.

O Jovens Pioneiros propõe aos participantes uma imersão no dia a dia da concessionária. Durante cinco meses, os estudantes terão a oportunidade de conhecer todos os processos da empresa, passando por setores de diversas áreas da Águas de Manaus e aprendendo mais sobre a dinâmica de serviços oferecidos pela companhia, como tratamento de água e esgoto. O objetivo é aprofundar o conhecimento destes jovens sobre o mercado de trabalho e a atuação em diferentes profissões.

De acordo com o gerente de Responsabilidade Social da concessionária, Semy Ferraz, o projeto foi idealizado pelo compromisso com os jovens e com o desenvolvimento da cidade. “É um orgulho para gente poder proporcionar este tipo de projeto envolvendo estudantes. Queremos através do Jovens Pioneiros oferecer a oportunidade destes alunos terem o primeiro contato com profissões diversificadas e com assuntos relacionados ao saneamento. Podemos ter, a partir do projeto, novos talentos para agregar no saneamento básico de Manaus”, destacou.

Durante o treinamento, os participantes irão receber toda estrutura para desenvolver os conhecimentos adquiridos. Além de conhecer os setores da empresa e ter acesso liberado aos cursos da plataforma Academia Aegea, que é utilizada para capacitar os próprios colaboradores, os alunos também participam de visitas às Estações de Tratamento de água e de esgoto.

Como projeto de conclusão do curso, os participantes recebem mentoria de colaboradores da Águas de Manaus para elaborar um projeto de melhoria, voltado para o saneamento de sua comunidade.

Premiações

Os melhores projetos finais, elaborados pelos participantes, são premiados. O primeiro lugar também será indicado para etapa nacional do Prêmio de Inovação da Aegea, na categoria Jovens Pioneiros, concorrendo com estudantes de todo país.

Em duas edições, a Águas de Manaus teve representantes que brilharam com seus projetos. “A premiação é uma forma de reconhecimento do esforço dos participantes, mas o maior legado é o conhecimento que estamos disponibilizando para estes jovens e a oportunidade de desenvolverem ideias que irão trazer melhorias para as comunidades de Manaus”, reforçou o diretor-presidente da concessionária, Thiago Terada.

Como participar

Os alunos que tiverem interesse em participar do Projeto Jovens Pioneiros, precisam estar cursando entre o 9º ano do ensino fundamental e 3º ano do Ensino Médio, em escola pública de Manaus e ter entre 15 e 23 anos. Eles precisam preencher uma ficha de inscrição com dados pessoais, acessando o link: https://forms.office.com/r/xk60ep7mk5

A lista com os nomes dos alunos selecionados será divulgada no dia 11 de julho, no site e nas redes sociais da concessionária.

Com investimento superior a R$ 600 milhões na cidade, Águas de Manaus celebra quatro anos de transformações na vida dos manauaras

Postado por Aegea Manaus em 15/jun/2022 - Sem Comentários

Por meio de ações voltadas às pessoas, a empresa projeta novas entregas para seguir elevando o saneamento básico na cidade

 

Nos últimos quatro anos, a capital amazonense recebeu investimentos nunca vistos em relação ao saneamento básico. Com a chegada da Águas de Manaus, a cidade foi transformada e com ela, vidas de pessoas que há anos eram “invisíveis” passaram a ser vistas e respeitadas. Neste dia 15 de junho, a concessionária completa quatro anos de atuação em Manaus.

De junho de 2018 para cá, já foram investidos mais de R$ 600 milhões na ampliação dos serviços de água e esgoto da capital, com atenção especial às regiões vulneráveis da cidade, como becos palafitas, rip-raps e comunidades que receberam regularização fundiária recentemente. Manaus foi a cidade que mais investiu em saneamento nas regiões Norte e Nordeste do País no período, de acordo com dados do “Ranking do Saneamento”, do Instituto Trata Brasil.

Por meio de programas de relacionamento e de um trabalho que passou em 93% dos imóveis da cidade, a empresa conseguiu implantar mais de 150 mil metros de rede de água, em locais que não contavam com o serviço regular. São mais de 130 mil pessoas que passaram a receber pela primeira vez água potável, certificada por mais de 300 mil testes de qualidade por ano.

Este serviço segue acontecendo na cidade. Neste mês de aniversário, a concessionária trabalha para levar rede de água para a comunidade São Francisco, no bairro Tarumã, zona Oeste da cidade. O local existe há mais de 30 anos. “Antigamente nós tínhamos água apenas uma hora por dia, por conta de um poço que tem aqui perto. Sempre tínhamos a preocupação com a qualidade e com escassez. Pela primeira vez uma empresa de saneamento olha por nós e isso é motivo de muita alegria para todas essas famílias”, desabafou o comerciante Marcelo Mendes, que mora na comunidade desde que nasceu.

Com a água chegando até os vulneráveis, Manaus se tornou a capital do Brasil que mais ampliou o acesso a água tratada nos últimos quatro anos, crescendo quase 10% no período e garantindo o abastecimento contínuo para mais de 2,2 milhões de pessoas.

Responsabilidade social

Outra grande mudança realizada na vida dos moradores foi a inclusão na Tarifa Manauara. Quando assumiu a concessão, apenas 20 mil famílias participavam do programa. Atualmente este número aumentou consideravelmente, e está próximo de chegar a 100 mil famílias beneficiadas. Com o desconto de 50% na fatura de água e esgoto, famílias inteiras passaram a ter uma reestruturação no orçamento familiar. “Fomos beneficiados com a tarifa e isso ajudou muito no orçamento da nossa família. Percebemos a diferença da Águas de Manaus para as outras empresas que passaram por aqui, pelo cuidado em entender as nossas necessidades. O desconto que recebemos é expressivo e melhorou muito a nossa vida”, destacou o motorista de aplicativo, Raimundo dos Santos, de 47 anos e que mora no bairro Jorge Teixeira há 32 anos.

Preocupada em manter comunicação direta com a população, a empresa também lançou o programa “Afluentes”. Por meio dele, mais de mil lideranças comunitárias de todas as zonas da cidade têm canal direto com a Águas de Manaus.

Para o diretor-executivo da empresa, Diego Dal Magro, esta é a forma que a concessionária tem de chegar a todos, sem distinção. “Somos líderes em saneamento no Brasil e quando chegamos a uma localidade, temos o cuidado de entender a realidade desta população. Manaus tem muitas particularidades, mas estamos aqui para solucionar o que antes foi ignorado e acredito que estamos conseguindo”, ressaltou.

Universalização dos serviços

Após universalizar o acesso à água tratada, a concessionária agora vai intensificar a ampliação da rede de esgotamento na cidade. Desde que chegou na cidade, a estrutura de coleta e tratamento de esgoto já foi ampliada em 40%, saindo dos 19% para os atuais 26% de cobertura. A cidade é uma das que mais avançou no país neste setor. Por dia, são tratados 50 milhões de litros de esgoto, evitando que todo este volume seja despejado na maneira irregular na natureza.

Toda esta estrutura é apenas o começo da transformação que empresa visa fazer em Manaus. “Este é nosso maior objetivo. Levar saúde e contribuir com a preservação da maior bacia hidrográfica do mundo. Além disso, também iremos favorecer a valorização imobiliária dos imóveis, ou seja, levaremos inúmeros benefícios para a população manauara. Este é o legado que queremos deixar para Manaus. Nosso trabalho é pautado no respeito à sociedade, ao meio ambiente e aos princípios éticos”, ressaltou o diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada.

Para os próximos anos, a concessionária prevê investimento superior a R$ 1 bilhão, para que a coleta e o tratamento de esgoto cheguem a pelo menos 1 milhão de moradores da capital até 2025, impactando na saúde e preservação do meio ambiente. A meta é que em 2030, 80% da cidade já esteja ligada a rede de esgoto.

ATUALIZAÇÃO: Manutenção emergencial na avenida Presidente Dutra

Postado por Aegea Manaus em 07/jun/2022 - Sem Comentários

A Águas de Manaus informa que, devido a complexidade do serviço, a manutenção emergencial para corrigir um vazamento de rede na avenida Presidente Dutra, bairro Santo Antônio, levará um prazo maior do que o previsto inicialmente para a conclusão.

O trecho da tubulação que apresentou vazamento está localizado em uma área de difícil acesso. As equipes técnicas da empresa seguem atuando no local. Duas faixas da avenida Presidente Dutra foram interditadas por agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

O abastecimento de água de algumas regiões da cidade foi interrompido temporariamente para que a manutenção seja realizada. Com isto, bairros das zonas Sul, Centro-Sul, Oeste e Leste apresentam oscilações no serviço de água desde a manhã.

A previsão é que a manutenção emergencial seja concluída durante a noite desta terça-feira (7). O abastecimento de água nas áreas impactadas será normalizado gradativamente na sequência, durante a madrugada na quarta-feira (8).

Equipes da concessionária também percorreram as residências do local para levantar possíveis danos e apresentar rápida resposta aos moradores.

A empresa também disponibilizou carros-pipa para abastecimento de hospitais e de locais que prestam serviços essenciais nos bairros abrangidos pela situação.

A Águas de Manaus reforça que qualquer ocorrência que necessite intervenção da empresa, deve ser registrada nos canais oficiais: 0800-092-0195 (SAC e WhatsApp), site aguasdemanaus.com.br e aplicativo Águas APP.

Bairros afetados:

Armando Mendes, Comunidade Sharp, Cond. João Paulo IV, Cond. Vale do Sol, Japiim, Parque dos Rios II, Conj. Monte Líbano, Parque dos Rios I, Conj. Petros, Conj. Vila Gaia, Colina do Aleixo, Cond. La Ville, Conj. Acariquara, Conj. Asteca, Conj. Carijó, Conj. Der AM, Conj. João Bosco II, Conj. Ouro Verde, Resd. Parque Verde, Resd. Stillus, Conj. Tiradentes, Vila Parque, Coroado III, Crespo, Raiz, São Francisco, Colônia Oliveira Machado, Educandos, Sta. Luzia, Betânia, Cond. Ipanema, Conj. Arthur Reis, Conj. Barra Bela, Conj. Belo Horizonte, Conj. California, Conj. Jardim Yolanda, Conj. Jardim Itália, Conj. Jardim Primavera, Conj. Meridional, Conj. Nova Friburgo, Conj. Novo Horizonte, Conj. Parque Tropical, Conj. Pindorama, Conj. Vila do Reis, Jardim Oriente, União, Conj. Castelo Branco, Conj. Jauaperi, Conj. Vila Amazônia, Japinlândia, São Sebastião, Conj. Vitória Regia, Jardim dos Barés, Vila da Prata, Zumbi I, São José II, Cond. Portal Rio Negro, Conj. Bancários, Gloria, São Raimundo, Conj. Aruanã, Conj. Ipase, João Bosco, Compensa II, Compensa III, Conj. Xingu, Vila Marinho, Santo Agostinho, Conj. Morada do Sol, Conj. Vila Rica, Coroado I, Lagoa Verde, Morro da Liberdade, São Lazaro, Vila Humaitá, Parque das Laranjeiras, Conj. Anavilhanas, Conj. Jardim Petrópolis, Petrópolis, São Jorge, São Jose I, Zumbi III, Santo Antônio, Aparecida, Centro, Conj. Haydea, Conj. Tocantins, Vila Bafururu, Vila Jardim, São Geraldo, Chapada, Presidente Vargas.

Conselho Municipal de Regulação acompanha ações de saneamento nas zonas Sul e Leste de Manaus

Postado por Aegea Manaus em 03/jun/2022 - Sem Comentários

Novos membros do Conselho Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (CMR) conheceram nesta semana ações de saneamento que estão sendo realizadas pela empresa responsável pelos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário na cidade de Manaus.

A visita técnica começou na zona Sul, onde os conselheiros acompanharam as ações de implantação de rede de água aérea nas palafitas dos becos Nonato e Casimiro, no bairro Educandos.

O trabalho se intensificou devido à subida do rio Negro, período em que as redes de água ficam submersas e, como forma de garantir melhoria no abastecimento, a concessionária vem promovendo a elevação das redes.

O trabalho surpreendeu os conselheiros e foi destacado como uma iniciativa positiva pelo grupo. “Não fazia ideia de como era isso e que esse trabalho era realizado”, disse a representante da Casa Civil no CMR, advogada Roberta Pinto dos Santos.

Para a representante do Poder Legislativo, Fabiana Pacífico Seabra, o trabalho contribui bastante para a conscientização dos próprios moradores. “Tem que haver também conscientização”, afirmou.

A programação seguiu para a zona Leste de Manaus, onde os conselheiros acompanharam os trabalhos do projeto “Mais Águas”, que compreende ações de extensão de rede de água tratada para os usuários da comunidade João Paulo 4, no bairro Jorge Teixeira.

O diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada, explicou aos conselheiros que, antes de a concessionária chegar à localidade, os moradores pagavam R$ 70 para ter acesso à água de um poço comunitário.

“Agora eles estão todos cadastrados na Tarifa Social, pagando R$ 21,90 para um consumo mensal de até 15 metros cúbicos (equivalente a 15 caixas d´água de mil litros), recebendo em casa água tratada, tendo mais saúde e uma melhor qualidade de vida”, garantiu.

O diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Elson Andrade, o qual também preside o Conselho, destacou a iniciativa como importante para que os novos conselheiros tenham a oportunidade de acompanhar in loco como são realizadas as atividades das empresas responsáveis pelos serviços regulados. “Teremos outras vistorias de forma que todos possam conhecer o funcionamento e o trabalho que é feito na cidade no âmbito do saneamento, da iluminação pública e também do sistema Zona Azul”, afirmou.

O que é o CMR

O Conselho Municipal de Regulação e Fiscalização dos Serviços Públicos Delegados do município de Manaus é um órgão colegiado da estrutura da Ageman, composto por representantes do poder público e da sociedade civil, de caráter consultivo e deliberativo, instituído pela Lei Municipal nº 2.265, de 11 de dezembro de 2017. O CMR atua como órgão de controle social nas atividades de planejamento, regulação e fiscalização dos serviços públicos delegados a terceiros, na esfera de atuação, competências e atribuições da Ageman.

O conselho é composto por oito membros: dois representantes da sociedade civil, dois representantes do Poder Executivo, um representante dos operadores dos serviços delegados, um representante de usuários dos serviços delegados, um representante do Poder Legislativo e o presidente da Agência Reguladora que também é o presidente do Conselho.

O decreto que trata da nova composição do CMR foi publicado na edição nº 5356 do Diário Oficial do Município de 2 de junho de 2022.

 

Águas de Manaus e Prefeitura lançam programa que oferece duas mil vagas gratuitas para capacitar empreendedores

Postado por Aegea Manaus em 19/maio/2022 - Sem Comentários

“Negócio Cultural” tem o objetivo de conscientizar os participantes sobre a importância de se ter um negócio voltado para a sustentabilidade. Serão oferecidas mais de 2 mil vagas

 

Empreender não é uma tarefa fácil, seja para quem já está no ramo, ou para quem deseja começar “do zero”. Para incentivar a geração de renda na cidade, a Prefeitura de Manaus, por meio das Secretarias Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) em parceria com a concessionária Águas de Manaus, lançam nesta quinta-feira (19), o projeto “Negócio Cultural”, que oferece 2 mil vagas gratuitas de capacitação para microempreendedores, pequenos produtores locais e jovens com idade a partir dos 15 anos de idade.

Além de facilitar o caminho de quem já possui ou deseja abrir um negócio próprio, o programa tem o objetivo de conscientizar os participantes sobre a importância de se ter um empreendimento voltado para a sustentabilidade.

O “Negócio Cultural” é um dos maiores programas privados gratuitos do Brasil e vai impactar, diretamente, cerca de 2 mil pessoas somente em Manaus. Trata-se de uma ação com apoio da Secretaria Especial da Cultura, patrocinada pela Aegea Saneamento por meio do Instituto Aegea, pela concessionária Águas de Manaus, e realizada pela Ecotransforma Produções e NTICS Projetos.

O programa irá trabalhar quatro dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS), que são: Trabalho decente e crescimento econômico (8), Indústria, inovação e infraestrutura (9), Redução das desigualdades (10) e Consumo e produção responsáveis (12). “Queremos auxiliar as pessoas a reinventarem sua forma de geração de renda, ou descobrir um novo caminho, seja qual for o tamanho e ramo da atividade. Estamos colaborando para impactar positivamente a vida dos moradores da cidade de diversas maneiras”, declarou o diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada.

O “Negócio Cultural” acontecerá de forma online, através de aulas via Youtube. Entre os assuntos abordados, estão dicas para gestão financeira, de recursos humanos, marketing digital, ferramentas de otimização de vendas e conceitos sustentáveis que podem ser aplicados pelos participantes. Os alunos também terão à disposição uma plataforma temática, que vai possibilitar o aprofundamento nos temas.

MENTORIA GRATUITA – Para acompanhar o desenvolvimento das ideias que vão surgir durante o projeto, uma equipe do “Negócio Cultural” ficará à disposição dos participantes para uma mentoria individualizada, após o final das oficinas. O objetivo é tirar dúvidas e auxiliar os participantes na aplicação do conteúdo ministrado. Além, disso, todos recebem certificado de conclusão do curso de 40h.

INSCRIÇÕES – As inscrições são gratuitas e já estão disponíveis. Elas podem ser feitas através do site https://negociocultural.com.br e podem participar microempreendedores locais, pequenos produtores e jovens a partir de 15 anos que queiram abrir um negócio para geração de renda ou otimizar um negócio já existente. O prazo para inscrição vai até o dia 30 de maio. As aulas estão previstas para começarem na primeira quinzena de junho.

SERVIÇO:

Negócio Cultural – Capacitação gratuita para empreendedores

Inscrições: Até o dia 30/05 através do site https://negociocultural.com.br

Quem pode se inscrever: Microempreendedores locais, pequenos produtores e jovens a partir de 15 anos

Prefeitura acompanha obras e alinha ações junto à Águas de Manaus

Postado por Aegea Manaus em 18/maio/2022 - Sem Comentários

A Prefeitura de Manaus vistoriou, na manhã desta quarta-feira (18), frentes de trabalho da Águas de Manaus. O objetivo é alinhar estratégias para que os serviços realizados pela concessionária aconteçam em conjunto com os pacotes de obras lançados pela Prefeitura.  Além disso, o planejamento das próximas intervenções da empresa para implantar melhorias de saneamento básico foi apresentado ao Município.

Arone Bentes, superintendente da Unidade Gestora de Projetos Municipais de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário (UGPM-Água), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), representou o Prefeito David Almeida no roteiro de visitas. Para Arone, ações como esta precisam ser intensificadas, para garantir que os investimentos realizados na cidade tanto pela Prefeitura, quando pela concessionária, cheguem de fato até a população.

“Estamos conhecendo todo o processo da rede de água, da captação à chegada na casa dos moradores. Aproveitamos também para trazer demandas da população e alinhar soluções que tenham como objetivo, o bem estar dos manauaras”, destacou o superintendente.

As equipes da Prefeitura visitaram o complexo de Produção de Água da Ponta do Ismael, na Compensa, que é responsável pelo abastecimento de 70% da capital. O processo de captação, tratamento e controle de qualidade na água produzida no local foi apresentado. Além disso, a nova estação de Tratamento de Lodo, que está sendo construída no Complexo, também foi vistoriada pela Prefeitura.

No bairro do São Jorge, na zona Oeste de Manaus, as equipes da Prefeitura fiscalizaram o trabalho em regiões de palafita que estão sendo impactadas pela cheia. A Águas de Manaus, realiza, desde o começo do mês, uma ação para elevar as tubulações que distribuem água tratada nestas áreas. Com a elevação da estrutura das redes de distribuição, a empresa evita o contato das tubulações com a água contaminada e ainda facilita os trabalhos de manutenção. “Esse trabalho é muito importante, pois garante que a população tenha água tratada mesmo no período da cheia. Seria um risco muito grande de contaminação ou infecção deixar a rede submersa. Todo esse trabalho foi feito sem gerar nenhum ônus para a população”, frisou Arone Bentes.

A visita também incluiu o trabalho de conscientização sobre as redes de esgotamento sanitário que existem na cidade. No bairro do São Lázaro, na zona Sul de Manaus, os representantes da Prefeitura acompanharam as equipes da concessionária que estão atuando de porta em porta, orientando os moradores sobre a importância da conexão ao sistema de esgotamento e tirando dúvidas da população. Atualmente, 26% da capital já conta com o serviço. A previsão da concessionária é investir R$ 1 bilhão nos próximos anos, para que a cobertura continue sendo ampliada.

O diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada, reforçou que a empresa está à disposição da Prefeitura, demais órgãos e de qualquer pessoa para esclarecer dúvidas e alinhar novas ações. “Fazemos questão de abrir nossas portas e mostrar todo o nosso processo de forma transparente. Desta forma conseguimos melhorar o relacionamento com a cidade e os órgãos fiscalizadores. Entendemos que atuar em conjunto com a Prefeitura é fundamental para implantarmos as melhorias que estão planejadas para a cidade”, destacou Terada.

Águas de Manaus reúne-se com líderes comunitários da zona Leste e promove canal direto com a população

Postado por Aegea Manaus em 12/maio/2022 - Sem Comentários

Durante o evento representantes das comunidades foram ouvidos e receberam soluções para demandas dos moradores

 

Representantes da Águas de Manaus e líderes comunitários da zona Leste, uma das mais populosas da cidade, reuniram-se na manhã desta quinta-feira (12), no auditório da sede da empresa. O objetivo foi divulgar os projetos sociais da concessionária, ouvir das solicitações da população e esclarecer dúvidas referentes ao trabalho executado pela empresa.

O encontro fez parte do programa “Afluentes”, que integra as associações de moradores com a concessionária, estabelecendo um canal direto e aberto de comunicação com os moradores de todas as zonas da cidade. “Trabalhamos diariamente com esses representantes das comunidades por meio de grupos de WhatsApp, atendendo as necessidades da população. Estamos também realizando reuniões presenciais para ter um contato maior, ouvir e resolver demandas que garantem o bom relacionamento entre a empresa e a comunidade”, destacou o gerente de Projetos Sociais da Águas de Manaus, Semy Ferraz.

Um dos porta-vozes da população que esteve presente na reunião, o líder comunitário do bairro Gilberto Mestrinho, Lenilson Oliveira, reforçou a importância de ações como esta para o desenvolvimento da comunidade. “A Águas de Manaus tem dado uma atenção especial para a comunidade. Temos um canal aberto com a empresa e por ele conseguimos ajudar nossos moradores. Temos uma verdadeira parceria com a empresa, que sempre mostra que está preocupada como a responsabilidade social”, frisou o líder comunitário.

Durante o evento, os líderes levaram pautas que recebem da população no dia a dia e receberam uma pronta resposta sobre soluções imediatas. “Ficamos muito felizes com esta atitude da empresa. A Águas de Manaus é a empresa que mais abre as portas para a comunidade, é uma empresa parceira da população”, ressaltou o líder comunitário do bairro Armando Mendes, João Luiz Nunes.

Afluentes

O programa existe desde dezembro de 2018 e tem como objetivo promover a integração entre associações de moradores e a empresa. Por meio dele, as lideranças comunitárias têm canal direto com a Águas de Manaus, garantindo maior agilidade na resolução de suas demandas referentes a água e esgoto na cidade. Atualmente, o “Afluentes” está dividido em quatro grupos, como mais de mil lideranças comunitárias.

 

Águas de Manaus promove workshop com Procon-AM e DPE-AM em busca de novas parcerias para beneficiar o consumidor

Postado por Aegea Manaus em 09/maio/2022 - Sem Comentários

A capacitação reuniu 50 colaboradores dos órgãos de defesa do consumidor e promoveu uma “imersão” nas atividades de rotina da empresa.

 

A Águas de Manaus, o Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) e a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) trocaram experiências em um workshop que promoveu uma “imersão” dos órgãos nas atividades de rotina da concessionária dos serviços de água e esgoto da cidade. O principal objetivo foi discutir melhorias para o relacionamento com a população da cidade e a prestação dos serviços da empresa. Participaram do treinamento cerca de 50 pessoas.

A concessionária já desenvolve parcerias com o Procon-AM e a DPE-AM para buscar soluções para as demandas que chegam até os órgãos de defesa do consumidor. “Hoje, 93% dos processos envolvendo a concessionária resolvidos com soluções satisfatórias para o consumidor. A Águas de Manaus é a empresa que tem o maior volume de soluções dentro do Procon-AM. Que sirva de exemplo às demais. É muito importante este tipo de capacitação, até para que os nossos servidores passem a prestar um serviço melhor à população”, destacou o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Jalil Fraxe (Procon-AM), Thiago Terada (Águas de Manaus) e Christiano Pinheiro (DPE-AM) – Foto: João Pedro (Procon-AM)

Durante o treinamento, foram abordados temas como funcionam o faturamento e fiscalização da empresa, conexão de novos usuários ao sistema de água e esgoto e as normas que regem o abastecimento de água e esgotamento na capital amazonense. Os participantes ainda conheceram o complexo Ponta do Ismael, onde ficam as Estações de Tratamento de Água (ETA’s) 1 e 2, que abastecem 70% da cidade. Além disso, também visitaram a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Timbiras, que fica no bairro Cidade Nova e tem capacidade de tratar 230 litros de esgoto por segundo.

O defensor público, Christiano Pinheiro da Costa, que coordena o Núcleo de Defesa do Consumidor (Nudecon), reforçou que a ação vai proporcionar o desenvolvimento de novas parcerias que beneficiam a população. “A inciativa da Águas de Manaus junto à Defensoria e ao Procon é fundamental para que a gente possa compreender melhor o sistema de abastecimento de água e o sistema de esgotamento sanitário na cidade de Manaus e assim, nos auxiliar nas tratativas e nas resoluções das demandas que os consumidores nos apresentam em relação aos serviços da empresa”, ressaltou Christiano.

Para o diretor-presidente da Águas de Manaus, Thiago Terada, capacitações como estas reforçam a postura do bom relacionamento que a empresa adota em todas as ações que desenvolve na cidade. “Este tipo de parceria agrega conhecimento e valores tanto para a concessionária quanto para as instituições. Fazemos questão de abrir nossas portas e mostrar todo o nosso processo de forma transparente. Desta forma conseguimos melhorar o relacionamento também com os consumidores, que são representados por estes órgãos”, destacou Terada.

Águas de Manaus reafirma relacionamento com clientes aderindo ao programa “Empresa Amiga da Justiça”

Postado por Aegea Manaus em 27/abr/2022 - Sem Comentários

A concessionária trabalha para aumentar as conciliações e reafirmar o compromisso com a população manauara que lhe rendeu o “Selo Empresa Amiga da Justiça”, concedida pelo TJAM

 

Com o intuito de reduzir a inadimplência dos clientes e garantir que a população receba em suas casas água tratada, a Águas de Manaus reafirma o compromisso firmado em 2019, quando recebeu o Selo Empresa Amiga da Justiça, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM). Durante esse ano, a concessionária conseguiu aumentar em mais de 53% o número de acordos envolvendo pendências judiciais entre os clientes e a concessionária. A meta é que em 2022 este número aumente ainda mais.

A maioria dos acordos firmados são de ações envolvendo pendências como desabastecimento e autoconsumo, e em muitos dos casos são de processos referentes a gestões anteriores a da Águas de Manaus. A empresa opera na capital amazonense desde junho de 2018 e desde então adotou uma postura de conscientização e de parceria com os clientes.

De acordo com o gerente do setor jurídico da Águas de Manaus, Thiago Flores, a concessionária tem trabalhado para sanar as pendências junto aos clientes, mantendo um relacionamento saudável entre a empresa e a população. “Um dos princípios da Águas de Manaus é manter o bom relacionamento com a população. Ainda na época de assunção da concessão percebemos que o número de ações judiciais era elevado e resolvemos então agir diretamente, com realização de mutirões, o que vem sendo fomentado permanentemente. O resultado até o momento foi a elevação no percentual de acordos e processos judiciais em mais de 50% após a chegada da AEGEA. Isso só reforça a nova postura adotada pela empresa diante dos clientes”, destacou.

“Amigos da Justiça”

O Selo Empresa Amiga da Justiça está inserido no programa “Pacto de Medição – Empresa Amiga da Justiça” e é concedido pelo TJAM, por meio do Sistema Permanente de Medição e Conflitos (Sispemec/TJAM), às empresas que possuem relação com a quantidade de acordos firmados no âmbito do judiciário estadual.

O programa consiste na adesão voluntária, por meio de subscrição de firmado entre o TJAM e a empresa ou grupo empresarial. O objetivo é aumentar o número de acordos de conciliação relacionados às matérias afetadas à Justiça Estadual, além de promover a cultura da paz para a resolução de demandas.

Diante disto, a Águas de Manaus oferece aos clientes a melhor forma de resolver pendências judiciais. “Partimos do princípio de que a conciliação é o melhor caminho para resolver estas pendências, tanto para o cliente como para a concessionária. Temos uma equipe pronta para atender e resolver da melhor forma possível para ambas as partes. Estamos aqui para resolver e para nos aproximar dos clientes da melhor forma possível”, ressaltou Flores.

Tratamento diferenciado

Atualmente, a Águas de Manaus atende 98% da cidade. Com esta cobertura, a concessionária beneficia mais de 2,2 milhões de pessoas em todas as regiões da capital amazonense. São famílias inteiras que recebem água potável, em locais onde nunca havia chegado antes.

Outra ação que beneficia a população é a inclusão na Tarifa Manauara, que concede desconto de 50% no valor das faturas. O benefício é voltado para famílias que vivem em situação de vulnerabilidade. Desde que chegou à capital amazonense, a concessionária já incluiu 86 mil famílias no programa. A meta é beneficiar 100 mil, o que pode levar a um total de 500 mil cidadãos, transformando Manaus na capital brasileira com maior número de pessoas beneficiadas com a Tarifa Social.

O cliente da Águas de Manaus também conta com canais digitais com atendimentos disponíveis 24 horas. Neles, o cliente pode consultar histórico de consumo, solicitar segunda via de fatura, pedir religação, dentre outros serviços. Para isto, o cliente por entrar em contado com o número: 0800-092-0195 (Whatsapp e SAC), pelo site aguasdemanaus.com.br e aplicativo Águas APP.

Em fase final de produção, livros biográficos de mulheres empreendedoras de Manaus devem ser lançados no mês que vem

Postado por Aegea Manaus em 11/out/2021 - Sem Comentários

Projeto “Biografias Colaborativas” quer inspirar novas mulheres a partir de histórias de vida de cinco moradoras da capital amazonense


Contar cinco diferentes histórias de vida e mostrar a superação de mulheres que persistem na luta diária para vencer por meio do empreendedorismo. Esses são alguns dos objetivos do projeto “Biografias Colaborativas’, desenvolvido em Manaus desde o mês de abril e que está na fase final. Em novembro, os livros biográficos que contam as histórias de Chay Santos, Maíse Ribeiro, Michelle Leite, Rute Lima e Vanda Ortega devem ser lançados. O conteúdo é inspirador e traz uma mistura de sonhos, coragem, garra e talento.

Nos últimos meses, as biografadas participaram de treinamentos e consultorias de empreendedorismo, com o foco nos negócios que cada uma cuida. O quinteto também concluiu as conversas para a construção das biografias. Entre os momentos já vivenciados, também estão os ensaios fotográficos para as capas dos livros e a produção do vídeo que contará o dia-a-dia e a transformação que o projeto vem impactando na vida de cada uma delas.

Os livros detalham também uma série de percalços que as biografadas enfrentaram, entre as situações, a fome e violência, mas sobretudo, a luta individual de cada uma das biografadas para superar esses episódios, e isso é um outro ponto interessante de cada obra.

Motivação – Cada relato foi cuidadosamente captado. Como em uma linha do tempo, memórias, fotos, objetos e lugares foram revisitados e deram espaço a criatividades das biógrafas em contar conflitos, dilemas, obstáculos, desafios, aprendizados e conquistas.

A chef de cozinha Michelle Leite, de 34 anos, lembra algumas das tantas reviravoltas que contará no livro. “Perdi minha mãe para o câncer e não foi fácil. E é na cozinha que empreendo e busco a superação. Assim como a de muitas, minha história é de luta e é isso que me motiva a participar do projeto e espero inspirar outras mulheres”, disse.

Capacitação – O projeto Biografias Colaborativas, por meio de consultoria especializada, capacitou as biografadas com a expertise de profissionais renomados do empreendedorismo de Manaus, para que, além dos livros, a história de sucesso de cada uma possa ter continuidade, em seus negócios.

A publicitária e produtora de moda Chay Santos, de 31 anos, é uma das biografadas e ressalta que o investimento em sua carreira tem sido o grande diferencial desse projeto. “O Biografias está sendo a realização de um sonho na minha carreira de empreendedora e superou minhas expectativas pela grandiosidade. Melhorei gestão, postura e outras coisas que eu precisava pensar como empreendedora. Eu estou muito feliz em fazer parte disso tudo”.

Identidade – Em Manaus, parte da cultura de formação da população transpassa a identidade indígena. No Parque das Tribos, o primeiro bairro indígena da capital, vivem mais de 700 famílias de 35 diferentes etnias, entre eles, os Witoto, que lutam para manter sua cultura viva. Liderança de seu povo, a técnica de enfermagem e costureira Vanda Ortega, de 33 anos, também terá sua história contada em livro. Ela lembra do quanto é importante seu lugar de fala nesse projeto.

“Aqui só sou uma voz falando, por trás de mim existem outras mulheres. E isso para nós, mulheres Witoto, representa o fortalecimento do nosso trabalho e da nossa cultura. E com o livro, certamente, vamos mostrar um pouco das nossas lutas e, inspirar outras mulheres, jovens, parentas, certamente nos enche de muita alegria”.

Superação – Com olhar marcante, desenvoltura, adereços e movimentos vibrantes dos quadris ao som de música árabe, a dança do ventre tem espaço na cena manauara. A coreógrafa, bailarina e professora Maíse Ribeiro, de 53 anos, resgatará, em sua biografia, a violência e os abusos sofridos na infância e, contará sobre como conseguiu vencer por meio da dança.

“Eu me sinto revigorada em ver e rever minha história. A minha biografia envolve pedofilia, negligência emocional, pressão psicológica, abuso infantil. E eu a vejo como um norte para mulheres, pois se eu sobrevivi, ao que eu passei durante minha infância e estou viva hoje, construindo outras mulheres, transformando outras mulheres por meio da dança, quero inspirá-las a vencer, como eu venci”.

Mulheres – O projeto Biografias Colaborativas, destaca ainda a importância do papel da mulher na sociedade e o lugar de fala da representatividade e diversidade. A advogada e consultora ambiental Rute Lima, de 41 anos, revela que sua história vai inspirar outras mulheres, pois todas se entrelaçam de alguma forma.

“O projeto significa oportunidade de contarmos nossas histórias de vida e superação. Vou contar do meu acidente para que outras mulheres se reconheçam nessas histórias e vejam que elas não estão sozinhas. Não só elas, mas as mulheres trans e as LGBT vão se sentir representadas. Porque quando a gente fala de mulher, tem um universo muito grande feminino e eu sou parte desse universo, sou mulher negra, deficiente e LGBT”.

Livros – As biografias de cada uma das cinco mulheres foram contadas por biógrafas exclusivas. O lançamento das obras está previsto para o mês de novembro e serão disponibilizados para venda em livrarias da cidade e site. Os valores referentes aos direitos autorais da venda dos livros serão repassados para as biografadas.

Em convergência de mídias, o último capítulo será em branco, pois a renda das vendas será direcionada ao negócio de cada empreendedora. Assim, essas histórias inspiradoras continuarão sendo escritas a muitas mãos. Desta vez, com a participação do leitor que incentivar o projeto. Os capítulos finais dos livros serão disponibilizados no site do projeto – um mês após o lançamento – para que haja interação com os leitores que adquirirem os exemplares.

O projeto Biografias Colaborativas é apresentado pelo Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura, patrocinado pela Águas de Manaus, idealizado pela NBS SoMa, com realização da Sagre Consultoria, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo.

Para o diretor-presidente da concessionária Águas de Manaus, Thiago Terada, incentivar projetos como o Biografias reforçam os laços da empresa com a população da capital. “O projeto Biografias Colaborativas mostra que a concessionária está imersa na realidade local e vive o dia a dia da cidade. Temos cinco grandes mulheres, que sonham e lutam para manter vivo seus negócios e sonhos. Estamos atuando para transformar a vida delas e dar visibilidade para que elas possam inspirar outras mulheres, por toda Manaus”, ressalta.