Campo Dourado: 70% das obras de esgoto estão concluídas e já geram impactos positivos para mais de 20 mil pessoas da zona Norte

Postado por Daniele Brito em 15/fev/2024 - Sem Comentários

A obra no bairro Cidade Nova faz parte do programa Trata Bem Manaus, que tem como meta universalizar o serviço de esgoto na cidade.

No loteamento Campo Dourado, situado na Cidade Nova, zona Norte de Manaus, equipes se revezam durante dia, noite e madrugada para concluir as obras de implantação de rede coletora de esgoto. O local é uma das áreas contempladas pelo programa Trata Bem Manaus, que visa a universalização do serviço para os próximos anos. Somente nesta parte da cidade estão sendo construídos mais de 18 mil metros de rede.

A estimativa é que cerca de 20 mil pessoas que vivem nesta região sejam beneficiadas. O serviço da concessionária consiste na implantação das redes coletoras e na instalação do Tubo de Inspeção e Limpeza (TIL) na frente de cada residência. Com mais de 70% da obra concluída, o sistema deve entrar em operação no próximo mês. A chegada do serviço já reflete na mudança de hábitos dos moradores.

Estão sendo instalados mais de 18 mil metros de rede coletora nesta área

“É muito importante para melhoria do meio ambiente. Até no meu caso que tenho fossa. Quando tudo estiver finalizado vou mudar toda minha encanação para a rede de esgoto. Hoje eu gasto muito para limpar a fossa e nem sei se o que é retirado daqui tem uma destinação correta. Acredito que só com esse sistema é que vamos conseguir ver, no futuro, nossos igarapés voltarem a ser limpos”, ressalta o aposentado José Aureci, que mora do local há cerca de 20 anos.

Além das obras, a Águas de Manaus também realiza visitas para informar aos moradores sobre o serviço que está sendo realizado e os benefícios que são gerados com a chegada do esgotamento sanitário.

Mais de 70% da obra já está concluída

“Quando falamos da ampliação do sistema de esgoto estamos falando também sobre benefícios individuas e coletivos, como melhoria nos índices de saúde, da qualidade de vida, de empregabilidade, além, é claro, das melhorias da qualidade no ecossistema”, destaca o gerente de Projetos da concessionária, Jean Damasceno.

Destino correto

Após a conclusão da obra, todas as residências estarão aptas a se conectar ao sistema que está sendo implantado. Todo esgoto coletado será transportado para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Timbiras, localizado no mesmo bairro.

“Na estação, o esgoto passa por etapas de tratamento e análises da qualidade deste efluente. Tudo para garantir que ele seja devolvido à natureza dentro dos padrões estabelecidos pelos órgãos de saúde e meio ambiente. A participação da população, através da adesão ao sistema, é essencial para que tenhamos mais resultados positivos para o meio ambiente e para própria população”, aponta Damasceno.

Trata Bem Manaus: Águas de Manaus lança programa com foco na universalização do serviço de esgoto na capital amazonense

Postado por Camila Henriques em 23/jan/2024 - Sem Comentários

Programa é iniciativa da concessionária em parceria com a Prefeitura de Manaus.

Foi lançado nesta terça-feira (23) o programa Trata Bem Manaus, que vai garantir a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto em Manaus. Com isso, a capital amazonense se tornará referência no saneamento básico no Brasil. O Trata Bem Manaus é uma iniciativa da concessionária Águas de Manaus, em parceria com a Prefeitura de Manaus. 

“Estamos vivendo um momento histórico. Desde que a Águas de Manaus começou a operar na cidade, a qualidade de vida da população melhorou. Agora, com este plano de desenvolvimento do esgoto, temos a convicção de que teremos um futuro mais promissor. Os investimentos que a empresa já fez e que irá fazer refletem diretamente na melhoria da qualidade de vida, dos índices de saúde e na dignidade das pessoas”, destacou o prefeito de Manaus, David Almeida.

O Trata Bem Manaus é resultado de uma série de estudos realizados nos últimos anos, que consideraram as particularidades geográficas e dos corpos hídricos de Manaus. Essas análises apontaram a implementação de microbacias como a solução mais eficaz para que o acesso ao serviço de esgoto seja expandido de maneira mais rápida na cidade. O programa contempla investimentos de aproximadamente R$ 2 bilhões até 2033.

As microbacias possibilitam a divisão da cidade em diversas áreas onde funcionarão as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) de todos os portes. Estas estações serão responsáveis pelo tratamento do esgoto bruto coletado nas residências de cada região, devolvendo a água limpa para os igarapés. O método das microbacias considera a mudança de níveis topográficos em vários pontos da capital amazonense, com ações que foram modeladas de forma específica, conforme a capacidade de cada igarapé. 

Entre os cursos d’água analisados, estão os igarapés do Quarenta, Cachoeira Grande, Tarumã, Passarinhos, Goiabinha, Gigante, do Bindá, Franceses e Mindu. Ao longo da execução do plano de expansão, serão implementadas 166 microbacias em todas as zonas de Manaus.  

Para alcançar a universalização do serviço, a Águas de Manaus fará a implantação de mais de 2,7 milhões de metros de redes coletoras de esgoto nos próximos anos, além de obras de implantação e ampliação de pelo menos 70 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s), espalhadas por todas as zonas da cidade. 

“Este é o momento que reforçamos nosso compromisso com o futuro da cidade, que afirmamos nosso objetivo de seguir conectando as pessoas ao saneamento e garantindo saúde, dignidade e qualidade de vida para a população, além de respeitar o meio ambiente e contribuir para a recuperação dos nossos meios hídricos”, afirmou o diretor-presidente da concessionária Águas de Manaus, Diego Dal Magro. 

Fases

O trabalho será dividido em três etapas. Na primeira, que irá até 2027, a capital chegará ao dobro da atual cobertura de esgoto, com 60% de alcance. Neste período, serão instalados mais de 1 milhão de metros de rede coletora de esgoto. A estimativa é que aproximadamente 940 mil pessoas sejam beneficiadas no período.

O cronograma de obras de grande porte do Trata Bem Manaus inicia já neste mês. Nos próximos meses,  os bairros Centro, Praça 14, Nossa Senhora das Graças (Vieiralves, Manauense e Beco do Macedo), Dom Pedro, Ponta Negra, Parque Dez (Eldorado)e Cidade Nova (conjunto Amadeu Botelho e Manoa), receberão obras de infraestrutura de esgoto. No total, mais de 200 mil metros de redes coletoras de esgoto serão implantados neste ano em Manaus. Além disso, a primeira etapa da Estação de Tratamento de Esgoto Raiz, na zona Sul da cidade e a ETE Ponta Negra, na zona Oeste, devem ser entregues até o fim do ano, garantindo tratamento de esgoto para mais de 150 mil pessoas já em 2024.  

Na segunda etapa, de 2028 a 2033, serão implantados mais de 1,1 milhão de metros de rede, que irão beneficiar aproximadamente 504 mil pessoas. Ao final do período, o serviço estará universalizado na cidade. A terceira etapa será realizada entre 2033 e 2045, com a manutenção da universalização do serviço. Ou seja, as equipes da concessionária seguirão com o acompanhamento do crescimento da cidade e a implantação de redes e estruturas em novas comunidades que forem criadas.

Todas as obras são realizadas em alinhamento com a Prefeitura de Manaus. Além disso, os bairros que recebem essas obras são visitados por equipes de conscientização, que passam de porta em porta com informações e tirando dúvidas dos moradores sobre a implantação do serviço. 

Preservação do meio ambiente

A expansão do saneamento básico em Manaus representa uma transformação na cidade, com melhoria nos índices de saúde, maior valorização imobiliária, fomento ao turismo e mais oportunidades de empregos diretos e indiretos nos segmentos do saneamento básico e da construção civil. O maior ganho será visto na preservação do meio ambiente: com a universalização do serviço, a concessionária quer colaborar com a recuperação dos igarapés de Manaus. 

“A cada metro de rede instalado, cada estação construída, cada ligação finalizada, ampliamos a nossa capacidade de expandir o saneamento e, consequentemente, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente em Manaus. Universalizar o sistema é promover, acima de tudo, saúde para todo ecossistema e para vida humana”, ressalta o diretor executivo da concessionária, Celso Paschoal.

O evento de lançamento contou com a presença do Prefeito de Manaus, David Almeida, do vice-governador Tadeu de Souza, e dos secretários municipais Antonio Stroski (Meio Ambiente e Sustentabilidade) e Shádia Fraxe (Saúde), do diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Elson Andrade, do gestor da Unidade Gestora de Projetos Especiais do Governo do Amazonas (UGPE), Marcellus Câmpelo, do diretor-presidente do Instituto Estadual de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipaam), Juliano Marcos Valente de Souza, do procurador-geral Alberto Rodrigues do Nascimento (MP-AM), do procurador Rui Marcelo (Ministério Público de Contas (MPC-AM), da desembargadora Mirza Telma (Tribunal de Justiça do Amazonas), do presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11a Região (TRT-11) Audaliphal Hildebrando, do vereador Kennedy Marques, do deputado estadual Mário Cezar Filho, e da representante do Unicef, Debora Nandja.

Veja como vai funcionar o programa Trata Bem Manaus: https://www.aguasdemanaus.com.br/wp-content/uploads/2024/01/8339_Agua-de-Manaus_Book-PDE-V7_4_compressed-3_compressed-3-3.pdf

Esgotamento sanitário: Obras chegam à Rua Leonardo Malcher, no Centro de Manaus

Postado por Camila Henriques em 11/jan/2024 - Sem Comentários

Equipes da Águas de Manaus também atuam em frentes nas zonas Leste, Norte, Sul e Centro-Oeste.

A concessionária Águas de Manaus dá continuidade às obras de expansão de esgotamento sanitário na cidade, rumo à universalização do serviço em dez anos. Até o domingo (14), as equipes atuam com implantação de redes na rua Leonardo Malcher, no trecho entre as avenidas Getúlio Vargas e Tapajós, no Centro de Manaus. 

Outras equipes da concessionária atuam em obras simultâneas em diversos pontos da cidade. No loteamento Campo Dourado, no bairro Cidade Nova, Zona Norte, os trabalhos ocorrem nas ruas Imperatriz, Quito, Xingu e Tucumã, até a sexta-feira (12). 

As obras ocorrem ainda nos próximos dias na Travessa do Leite, no Bairro Praça 14 de Janeiro, zona Sul. As equipes também já iniciaram serviços de implantação no bairro da Ponta Negra, zona Centro-Oeste, com serviços na Travessa Egito. Em todas essas áreas, os serviços são realizados das 8h às 17h. 

Já no período das 21h às 4h, as obras são realizadas na Avenida Coronel Sávio Belota, bairro Novo Aleixo, na Zona Leste. “Uma cidade com acesso a saneamento básico de qualidade tem melhoria nos indicadores de saúde, turismo, educação e habitação, entre outros. Após a universalização da água em Manaus, nosso foco está na ampliação do serviço de esgotamento sanitário e nas transformações que esse trabalho representa”, destaca o gerente de Projetos da concessionária, Jean Damasceno.

Opção para férias: população pode agendar ida a museu interativo de ciências e visita a estações de água e esgoto, em Manaus

Postado por [email protected] em 03/jan/2024 - Sem Comentários

As visitas são gratuitas e podem ser agendadas através do email [email protected] .

Aproximadamente 2,5 mil pessoas participaram dos projetos de educação ambiental da Águas de Manaus em 2023. O número é referente aos visitantes da Fonte do Saber e do Portas Abertas, que apresentam a crianças, adolescentes e adultos uma série de conhecimentos sobre saneamento básico.

Tanto a Fonte do Saber quanto o Portas Abertas são gratuitas e funcionam durante todo o ano. Durante as férias escolares, são opções para crianças e adolescentes. A solicitação para participar de qualquer um dos projetos pode ser feita individualmente pelo [email protected]. Escolas, instituições e grupos de igrejas e bairros também podem formar grupos e enviar pedido de participação pelo e-mail.

Inaugurada no segundo semestre de 2022, a Fonte do Saber leva os visitantes a uma série de espaços, começando por um panorama do real volume de água doce existente no planeta e do volume disponível para consumo humano. No local, os grupos também têm a oportunidade de conhecer as diferenças  entre as redes de água tratada, de esgoto e de água pluvial, com equipamentos que remetem aos processos utilizados no tratamento dos efluentes. Neste ano, o projeto recebeu 846 crianças com idades entre seis e 12 anos.

Já no Portas Abertas, os visitantes podem conhecer o funcionamento do processo de captação, tratamento, produção e distribuição da água, além da estrutura de tratamento de esgoto que atende vários bairros da cidade. As visitas ocorrem em Estações de Tratamento de água e de esgoto, e são voltadas ao público com mais de 12 anos. Em 2023, foram 1.634 visitantes.

“As crianças e adolescentes assimilam muito bem o conteúdo que passamos, que é bastante visual e, no caso da Fonte do Saber, bastante lúdico. O nosso trabalho passa pela educação ambiental, e acreditamos na formação das gerações mais jovens como grande aliada na construção de uma cidade mais preservada”, destaca o gerente de Responsabilidade Social da concessionária, Semy Ferraz.

Manutenção emergencial elétrica – ETA Mauazinho

Postado por [email protected] em 15/dez/2023 - Sem Comentários

Manaus, 15 de dezembro de 2023 – A Águas de Manaus informa que está atuando em uma manutenção elétrica na Estação de Tratamento de Água do Mauazinho, na zona Leste da capital. Em decorrência do serviço emergencial, alguns pontos atendidos pela Estação devem apresentar oscilação no abastecimento de água. A previsão é que o serviço seja concluído até o fim da manhã desta sexta-feira (15), com retorno gradual do abastecimento em seguida.

Confira as áreas impactadas:

Distrito Industrial | Mauazinho I | Mauzinho II | Vila Buriti | Vila Felicidade | Comunidade Bom Jardim | Parque Mauá | Conj. Atílio Andreazza | Conj. Eliza Miranda | Conj. Acácias | Conj. Nova República

Lideranças comunitárias celebram conquistas do saneamento em Manaus em confraternização do programa Afluentes

Postado por [email protected] em 14/dez/2023 - Sem Comentários

Evento contou com a participação de mais de 600 lideranças de comunidades de todas as zonas da cidade.

Mais de 600 líderes comunitários que fazem parte do programa Afluentes participaram de uma confraternização promovida pela Águas de Manaus. O evento, realizado na manhã dessa quarta-feira (13), na sede administrativa da concessionária, foi um momento de celebrar os avanços do saneamento na cidade e de reafirmar o bom relacionamento da empresa com os representantes das comunidades de todas as zonas de Manaus.

“Esta parceria, que existe desde 2018, é muito importante. A empresa se coloca à disposição da comunidade de maneira que todos conseguimos conversar com os gestores. Esse reconhecimento e valorização do trabalho das lideranças comunitárias é percebido no dia a dia dos moradores, seja com as resoluções rápidas das demandas ou de momentos como este, de confraternização”, destacou o líder comunitário do bairro bairro Educandos, Gil Eanes.

Na confraternização, foram lembrados os projetos que levaram água tratada para comunidades que não tinham acesso ao serviço, como Itaporanga, Fé em Deus e Vida Nova, todos na zona Norte da cidade. Outro destaque foi o avanço do sistema de esgotamento sanitário, que já chegou em comunidades de palafitas como o Beco Nonato, além de bairros das zonas Norte, Sul e Oeste da cidade.

“O trabalho de avanço no saneamento em Manaus é fruto do relacionamento com as pessoas. São os líderes comunitários que nos indicam onde precisamos atuar seja levando nossa estrutura ou fazendo melhorias em cada ponto da cidade. Comemoramos as conquistas de 2023 e já anunciamos os desafios que temos para o próximo ano com o avanço do esgotamento sanitário”, ressaltou o diretor-presidente da Águas de Manaus, Diego Dal Magro.

Entre as conquistas de 2023, está a atenção às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, com o lançamento do Tarifa 10.

“Nosso principal pilar é o relacionamento com a população e a atenção às pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. Diante disto, lançamos neste ano o Tarifa 10, que atende as famílias que vivem nesta situação. Hoje, somando as duas tarifas sociais – Manauara e 10 – temos mais de 130 mil famílias que são assistidas. Hoje, estas pessoas estão sendo representadas pelos líderes comunitários”, reforçou o gerente de Responsabilidade Social, Semy Ferraz.

Afluentes

Criado em agosto de 2018 com 135 cadastrados, o Afluentes tem hoje 1.283 líderes participantes. Por meio do programa, essas lideranças têm contato direto com a concessionária, para levar relatos sobre ocorrências nos seus respectivos bairros e comunidades, além de organizar programações que beneficiam moradores como melhorias do serviço, ações itinerantes e de voluntariado.

O evento contou com a participação de mais de 600 lideranças comunitárias

Desafios

Após a universalização do serviço de abastecimento de água, a Águas de Manaus inicia agora mais avanços para o saneamento de Manaus: a expansão do serviço de coleta e tratamento de esgoto.

Para os próximos anos, a concessionária tem metas de ampliar o sistema com implantação de redes coletoras em todas as zonas da cidade e a construção de novas Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs). O objetivo é alcançar, nos próximos 10 anos, a universalização do serviço.

“Temos muitos desafios pela frente e a participação da população é muito importante. O saneamento é feito de estrutura, mas, acima de tudo, é feito de pessoas. Cada morador tem sua contribuição para que as melhorias nos índices de saúde, educação, meio ambiente, cheguem através do saneamento”, sintetizou o diretor executivo da concessionária, Celso Paschoal.

Alunas do projeto “Mãos e Obras” recebem certificados após cursos de bombeiro hidráulico, em Manaus

Postado por [email protected] em 13/dez/2023 - Sem Comentários

Em sua terceira edição, ação da Águas em Manaus foi totalmente voltada para as mulheres.

O terceiro ano do “Mãos e Obras” foi concluído com a formatura de 30 alunas do curso de bombeiro hidráulico, em evento realizado nesta terça-feira (12) na sede da Águas de Manaus, concessionária que coordena o projeto. O objetivo é incentivar a inserção das mulheres no mercado de trabalho, além de capacitá-las para atuação em serviços particulares.

Em 2023, foram abertas três turmas do curso. Além das alunas, profissionais da Águas de Manaus e o instrutor Gerson Guimarães, que ministrou as aulas, participaram da entrega dos certificados. “Para a empresa, é um orgulho prestar os serviços de abastecimento e tratamento de água e esgoto, e também contribuir para a formação das pessoas e com a economia local. Isso mostra o compromisso social que é marca da companhia”, destacou o gerente de Responsabilidade Social, Semy Ferraz.

Oradora de uma das turmas, Izamara Silva falou sobre a experiência com o curso. “O conhecimento que foi compartilhado e o convívio com a turma foram enriquecedores. Estamos prontas para enfrentar novos desafios. Que essa conquista seja o ponto de partida para uma trajetória repleta de realizações”, disse, em seu discurso.

A oradora da turma, Izamara Silva, recebeu o cerificado de conclusão do curso

O sentimento é compartilhado com a merendeira Franciane Gonçalves. Ela conta que soube do curso por meio das redes sociais da empresa e que resolveu se matricular para agregar mais conhecimento ao dia a dia. “Tenho interesse em conhecer coisas novas, então essa oportunidade foi ótima. Adorei a turma, o professor. Estou muito grata por ter conseguido e vou colocar em prática tudo o que aprendi”, afirma.

Franciane Gonçalves comemorou a conclusão do Mãos e Obras

Sobre o projeto

O “Mãos e Obras” contou com aulas teóricas e práticas no complexo da Ponta do Ismael, que abriga as duas maiores Estações de Tratamento de Água (ETAs) da cidade. Durante o curso, as alunas aprenderam sobre as técnicas utilizadas para pequenos reparos nas tubulações e conserto de vazamentos internos das residências.

ao todo, 30 alunas do curso de bombeiro hidráulico receberam cerificados de conclusão

‘Zera Dívida’ ganha novos postos de atendimento em supermercados da zona Norte e ações itinerantes em bairros da zona Leste

Postado por [email protected] em 11/dez/2023 - Sem Comentários

Mutirão da Águas de Manaus segue até o dia 23 de dezembro.

A campanha Zera Dívida, da Águas de Manaus, segue nesta semana com o acréscimo de mais dois postos de atendimento. Agora, os clientes que buscam negociação de débitos com a concessionária podem comparecer às unidades do supermercado DB na Avenida Max Teixeira e Nova Cidade, ambos na zona Norte de Manaus.

Assim como nos outros locais de atendimento, as novas unidades também funcionarão de segunda-feira a sábado, das 8h às 17h, até o dia 23 deste mês. “Reforçamos que, durante a campanha, não é necessário fazer agendamento. Essa é uma ação que vem para ajudar o cliente que quer começar o ano novo sem dívidas com a concessionária”, destaca o gerente comercial da Águas de Manaus, Jeferson Correia.

Além do DB, a Zera Dívida segue com atendimentos no auditório da Vila Olímpica, localizada na Avenida Pedro Teixeira, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste. A campanha também conta com posto na loja principal da concessionária, situada na rua Leonardo Malcher, no Centro de Manaus, das 8:30 às 17h. Os serviços também estarão disponíveis nos guichês situados nos PACs da cidade (Alvorada, Compensa, Sumaúma, São José, Shopping T4 e galeria Espírito Santo, no Centro), no horário das 08:30 às 16:00.

Itinerante

Nesta terça (11), a campanha ganha três postos itinerantes, que ficarão nos institutos sociais Cauê Tinoco (rua Carmen Guimarães Hagge, bairro Gilberto Mestrinho), Jusmaf (rua João Prescinca, n° 453 – Jorge Teixeira) e ISSCAM (rua Plutarco, 51 – Jorge Teixeira, Manaus – AM, 69088-058). Nesses locais, os atendimentos ocorrem de segunda a sexta, das 8h30 às 16h30.

Ações itinerantes irão atender clientes em três locais, na zona Leste da cidade

Atendimento digital

Quem optar pelos atendimentos nos canais digitais da concessionária, basta entrar em contato pelo 0800 092 0195 (SAC e whatsApp), site aguasdemanaus.com.br ou pelo aplicativo Águas de Manaus. Os atendimentos nestes canais funcionam, durante a campanha Zera Dívida, 24h por dia, sem interrupções.

Condições especiais

Neste ano, o Zera Dívida oferece descontos que podem chegar a até 95% do valor da dívida, 100% de abatimento no valor de juros e multas e parcelamentos flexíveis, com a utilização de cartão de crédito. Para quem preferir fazer pagamento à vista, as condições de quitação são ainda melhores, com opção de pagamento no cartão, pix e dinheiro.

Durante a campanha, não é necessário fazer agendamento prévio

Os interessados em participar da campanha devem ter em mãos documentos como RG e CPF, e uma fatura para identificação da matrícula.

Profissionais são premiados por reportagens sobre saneamento básico no  2o Prêmio Águas de Manaus de Jornalismo Ambiental 

Postado por [email protected] em 06/dez/2023 - Sem Comentários

Segunda edição do evento teve 113 inscritos de mais de 40 veículos de comunicação da cidade.

Profissionais da imprensa local foram reconhecidos durante a cerimônia de premiação da segunda edição do Prêmio Águas de Manaus de Jornalismo Ambiental, que teve como tema “Saneamento: o futuro em pauta hoje”. O evento reuniu profissionais de diversos veículos de comunicação da capital amazonense, em uma noite com a entrega de 20 prêmios em oito categorias. Aproximadamente 500 pessoas participaram do evento, no Salão Nobre do SESI Clube do Trabalhador, na zona leste da cidade.

Ao todo, 113 materiais jornalísticos foram inscritos, o que representa um salto de mais de 60% em relação à primeira edição do prêmio. Mais de 40 veículos de imprensa participaram desta edição. “Foi um nível altíssimo e a quantidade de inscritos mostra que o saneamento básico é um tema que merece essa atenção especial por parte da imprensa. Esse momento é de agradecer também a eles pela dedicação e pelo empenho que colocaram nestes materiais”, comenta o diretor-presidente da Águas de Manaus, Diego Dal Magro.

A novidade neste ano foi a inclusão da categoria Repórter Cinematográfico. Quem levou o primeiro lugar foi o cinegrafista Rômulo da Silva Reis com o trabalho “Água Que Transforma Vidas”, exibido pela TV Norte. 

Ganhadores da categoria “Repórter Cinematográfico”

“Estou muito emocionado por ter ganhado esse prêmio. Fui convidado pela Mariana Rocha para fazer uma matéria especial. Chegando lá, eu vi a possibilidade de fazer imagens que tocassem os telespectadores sobre a importância do saneamento e de como as vidas das pessoas mudam com a chegada dele. Trabalho como repórter cinematográfico há 20 anos e hoje, ser reconhecido, é motivo de muita alegria”, diz Rômulo.

Foram entregues premiações em mais sete categorias: Universitário, Impresso, Fotojornalismo, Telejornalismo, Webjornalismo, Radiojornalismo e o Grande Prêmio de Jornalismo – este último, para a reportagem que alcançou a maior pontuação entre todos os inscritos.

Nesta edição, o Grande Prêmio foi para Catiane Moura, da Rede Amazônica, pela reportagem “Desperdício de Água – Impactos e Conscientização”. O reconhecimento emocionou a jornalista e a sua equipe. O material também foi premiado na categoria Telejornalismo. 

Equipe da Rede Amazônica, que venceu as categorias Telejornalismo e Grande Prêmio

“Eu estava afastada da TV há dois anos. Quando retornei para a Rede Amazônica, recebi essa missão: falar sobre o desperdício da água. Durante a apuração, descobrimos que Manaus tinha reduzido esse índice. A partir daí, procuramos a concessionária e descobrimos sobre os investimentos, todos os processos para captar a água, tratar e levar até as casas das pessoas e conhecemos pessoas com histórias que precisavam ser contadas. Em televisão, a gente trabalha com muitas pessoas e todos ganharam esse prêmio. Agora é só comemorar!”, afirma Catiane.

Diretamente da Colômbia, onde está trabalhando, o jornalista Lucas Vasconcelos, do jornal A Crítica, celebrou bastante o prêmio na categoria Impresso. 

“Foi incrível receber a notícia do primeiro lugar. Infelizmente não pude estar presente para receber o prêmio, mas vibrei da mesma forma como se estivesse. Importante destacar que essa reportagem só nasceu graças à luta incansável dos líderes comunitários em manter viva as poucas nascentes com água potável que existem em Manaus. Uma cidade que antes era banhada por igarapés que hoje já estão praticamente extintos. As nascentes do Mindu precisam ser cuidados e preservadas pois fazem parte do patrimônio da nossa cidade”, sintetiza Lucas.

No palco, ele foi representado por Márcio Ricardo Carmim da Silva, fotógrafo que o acompanhou na pauta. Ele também foi premiado e ficou em primeiro lugar na categoria Fotojornalismo.

Ganhadores da categoria Jornalismo Impresso

“Eu tive a ideia de ir até o Mindu para fazer uma matéria. Chamei o Lucas, mas não sabíamos ainda o que iríamos encontrar. Procuramos um especialista que nos levou na nascente do Mindu, onde a água é limpa. Lá durante a apuração, o pesquisador tirou a folha e fez a ‘copo’ para tomar e demonstrar como aquela água é limpa. Na hora fiz o click. Foi um trabalho de parceria entre eu e o repórter e o resultado foi esse. Estou muito feliz”, Márcio.

Case Beco Nonato

Durante a festa, as ações da Águas de Manaus para levar saneamento básico a comunidades vulneráveis foram destacadas. O projeto simbólico do Beco Nonato (primeira área de palafitas a receber água e ter acesso ao esgotamento sanitário) ganhou uma homenagem logo na entrada da festa, com uma reprodução feita pelos artistas Antônio Paulo Rodrigues de Souza, Sincler Dias de Souza e Adilson Bittencourt de Araújo. 

Beco Nonato, a primeira área de palafitas que recebeu saneamento, em Manaus

“É um trabalho que muito nos orgulha e que também apareceu em várias reportagens que estavam inscritas. Reconhecer os jornalistas é algo que temos muita felicidade de fazer. Esses profissionais ajudam a tirar dúvidas, explicam e, com muita credibilidade, conseguem traduzir informações que muitas vezes são mais técnicas”, destaca Celso Paschoal, diretor executivo da Águas de Manaus.

Veja a lista de vencedores:

Categoria Universitário – Camila Barbosa Oliveira, Francisco Gomes e Sofia Castro, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com a reportagem Águas subterrâneas de Manaus: contaminação silenciosa (publicada no portal LabF5)

Categoria Fotojornalismo

1º lugar: Márcio Ricardo Carmin da Silva – Nascentes lutam para sobreviver (jornal A Crítica)

2º lugar: Raphael Alves – Baixa vazão histórica do principal afluente do Amazonas (Agência EFE)

3º lugar: Sérgio Ricardo de Oliveira – Desafio entre preservação e desenvolvimento econômico no Rio Tarumã-Açu em Manaus (Revista Cenarium)

Categoria Webjornalismo:

1º lugar: Ana Kelly Franco de Figueiredo, Muniz Neto e Marcos Sérgio Jr. – Igarapés de Manaus: Gotas de esperança resistem a rios de descaso (Portal Norte)

2º lugar: Eliena Monteiro de Jesus – Rio Negro fornece mais de 700 milhões de litros de água por dia para Manaus (portal g1 Amazonas)

3º lugar: Isabelle Almeida Lima – Saneamento para o futuro: conheça o primeiro beco de palafitas a receber esgotamento sanitário em Manaus (portal Amazônia)

Categoria Áudio:

1º lugar: Bruno Elander Cavalcante Paulo – Ciência une saneamento e respeito ao meio ambiente (Rádio Rio Mar)

2º lugar: Cindy Patricia Lopes da Silva – Manaus desperdiça mais da metade da água potável captada pelo sistema de saneamento (rádio BandNews Difusora)

3º lugar: Guilherme Guedes de Lima – Avanço nos serviços de coleta e tratamento de água e impactos sociais em meio à seca (Rádio Norte)

Categoria Impresso:

1º lugar: Lucas Alves de Vasconcelos Neto – Nascente do Mindu luta pela sobrevivência (jornal A Crítica)

2º lugar: Jonathan Ferreira Bernardo
Saneamento básico garante saúde e renda (jornal Em Tempo)

3º lugar: Simone de Souza Lima
Seca expõe risco com lixo e saneamento (jornal Diário do Amazonas)

Categoria Repórter Cinematográfico

1º lugar: Rômulo da Silva Reis
Água que Transforma Vidas (TV Norte)

2º lugar: Pedro Afonso Gadelha de Assis
Pesquisa em igarapé analisa qualidade da água e contribuiu para preservação (TV A Crítica)

3º lugar: Charles Pessoa
Realidades opostas do saneamento em Manaus (TV Record)

Categoria Telejornalismo

1º lugar: Catiane da Silva Moura, Henri Clay, Mayane Holanda, Monalissa Gonçalves e Mateus Sena – Desperdício de água: impactos e conscientização (Rede Amazônica)

2º lugar: João Luiz Rodrigues Onety, Lia dos Santos, João Floriano, Charles Pessoa, Irailton Vilaça, Carlos William, Laís Ferreira e Camila Seixas – Realidades opostas do saneamento em Manaus (TV Record Manaus)

3º lugar: Luan Herman, Mariana Rocha, Alexandre Salles, Rômulo Reis, Jayana Furukawa, Leandro Santos – Água que transforma vidas (TV Norte)

GRANDE PRÊMIO DE JORNALISMO

Catiane da Silva Moura
Desperdício de água – impactos e conscientização (Rede Amazônica)

Equipe:
Catiane Moura – Repórter
Henri Clay – Repórter Cinematográfico
Mayane Holanda – Editora de texto
Monalisa Gonçalves – Editora de vídeo
Mateus Sena – Produtor

Avenida João Valério recebe obra de asfaltamento neste sábado (02)

Postado por [email protected] em 01/dez/2023 - Sem Comentários

O serviço ocorre entre o horário das 12h às 22h.

A avenida João Valério, localizada no conjunto Vieiralves, irá receber neste sábado (02), obras para finalização asfáltica no trecho que recebeu, nas últimas semanas, implantação de rede coletora de esgoto. A área contemplada fica entre a rua Maceió e avenida Djalma Batista. Durante a execução do serviço as duas faixas da esquerda serão interditadas.

De acordo com o gerente de Serviços da concessionária, Felipe Poli, o serviço está programado para iniciar às 12h, com conclusão às 22h. “Esta área já recebeu as obras de implantação das redes. Estamos agora entrando na segunda fase, com a finalização da aplicação do asfalto. Desta forma, a via será entregue à população dentro dos padrões de qualidade para todos tenham acesso à está área comercial, sobretudo nesta época de grande movimentação”, destaca.

A obra foi acordada, previamente, com representantes do comércio local. Durante a execução do serviço, agentes do Instituto de Mobilização Municipal Urbana (IMMU) estarão no local para orientar os motoristas.

A frente de obra no conjunto Vieiralves faz parte do plano de expansão do esgotamento sanitário na cidade de Manaus. Até o fim deste ano, a cobertura chegará a mais de 30% da capital. No total, a cidade terá mais de 40 km de novas redes coletoras implantadas. “Com o aumento da cobertura, Manaus ganha em índices de saúde, de qualidade de vida, além de contribuirmos para a preservação do meio ambiente”, ressalta Felipe Poli.